Sobre a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica | OBA

APRESENTAÇÃO

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) é um evento aberto à participação de escolas públicas e privadas, sem exigências de número máximo ou mínimo de alunos. É permitida a participação de alunos do primeiro ano do Ensino Fundamental até o último ano do Ensino Médio. A Olimpíada é realizada em fase única, por meio de uma prova contendo 7 questões de Astronomia e 3 questões de Astronáutica.

A OBA é realizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira. Ela tem por objetivos fomentar o interesse dos jovens por Astronomia, Astronáutica e ciências afins, promover a difusão dos conhecimentos básicos de uma forma lúdica e cooperativa, associando professores, alunos, coordenadores pedagógicos, diretores, pais e escolas, planetários, observatórios municipais e particulares, espaços, centros e museus de ciências, associações e clubes de Astronomia, astrônomos profissionais e amadores, e instituições voltadas às atividades aeroespaciais.

NÍVEIS E PREMIAÇÕES

Os alunos participantes são divididos em quatro níveis, de acordo com seu grau de escolaridade. São eles:

  • Nível 1: alunos regularmente matriculados do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental;
  • Nível 2: alunos regularmente matriculados do 4º ao 5º ano do Ensino Fundamental;
  • Nível 3: alunos regularmente matriculados do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental;
  • Nível 4: alunos regularmente matriculados em qualquer ano do Ensino Médio.

São distribuídas, entre os quatro níveis, cerca de 40.000 medalhas, entre ouro, prata e bronze. Além disso, todo aluno participante recebe um certificado de participação.
Aproximadamente 60 alunos do Ensino Médio, com as melhores notas de Astronáutica, são chamados a participar da Jornada Espacial.

SELEÇÃO PARA INTERNACIONAIS

Os alunos do Ensino Médio que obtiverem nota maior ou igual a 7 são convidados para participar de um processo de seleção para Olimpíadas Internacionais. Todos fazem um simulado online para fins de treinamento, e três provas entre outubro e dezembro, com cerca de 20 questões de múltipla escolha em cada uma. Os 150 alunos que obtiverem as melhores notas são selecionados para fazerem uma prova presencial, todos juntos, no mesmo local. Após isso, os 20 candidatos com melhores notas recebem treinamentos intensivos à distância e são reunidos presencialmente mais duas vezes. Ao final desse processo, são selecionadas as duas equipes que representarão o Brasil nas olimpíadas internacionais de Astronomia e Astronáutica.

LINKS DA OBA

Auxiliar de Tecnologia

Nascido em Patos de Minas, MG, conheceu a OBMEP em 2014, recebendo sua primeira Menção Honrosa. Ama programação e matemática, e quer seguir uma carreira de desenvolvedor web back-end.

Comentários