Sobre a Olimpíada Brasileira de Neurociências | OBN

APRESENTAÇÃO

A Olimpíada Brasileira de Neurociências (OBN) é uma competição de neurociência para estudantes do ensino básico. Seu objetivo é motivar os jovens a aprenderem sobre as ciências que estudam sistema nervoso e despertar vocações nas áreas de ciências humanas, tecnológicas e biológicas que estudam ou interagem com as neurociências tanto ao nível básico como clínico. Este tipo de competição é normalmente realizado em inglês, mas a partir de negociações entre a coordenação nacional brasileira e o Comitê Internacional, foi acordado que no Brasil as olimpíadas poderiam ser bilingues, embora a competição internacional utilize como língua oficial o inglês e não será disponibilizado qualquer alternativa de tradução na competição internacional.

De um modo geral, o formato da competição é composto por perguntas orais e respostas escritas (objetivas e discursivas), mas podem incluir testes de laboratório, atividades práticas de neuroanatomia e neurohistologia, diagnóstico do paciente com atores e análise de imagens (p.e. ressonância magnética).

Qualquer estudante do ensino básico entre 14 e 19 anos é elegível para competir nas Olimpíadas de Neurociências. Entretanto, um candidato só pode competir por um único Comitê Local por ano, devendo escolher entre aqueles credenciados nacionalmente (veja lista de Comitês).

PREMIAÇÃO

Há a garantia dos seguintes prêmios aos competidores: certificados, medalhas, camisas e livros de neurociências. As passagens para a IBB (International Brain Bee) são pagas pelo CPNq.

Os prêmios da Olimpíada Internacional incluem troféus e uma bolsa para participação em um estágio de verão em um Laboratório de Pesquisa nos EUA. Atualmente, o vencedor recebe US$ 3.000,00 (três mil dólares americanos), uma bolsa de pesquisa de verão com um renomado neurocientista e um troféu para sua escola ou instituição. O segundo colocado recebe US$ 2.000,00 (dois mil dólares americanos) e o terceiro colocado recebe US$ 1.000,00 (mil dólares americanos).

LINKS DA OBN

Auxiliar de Tecnologia

Nascido em Patos de Minas, MG, conheceu a OBMEP em 2014, recebendo sua primeira Menção Honrosa. Ama programação e matemática, e quer seguir uma carreira de desenvolvedor web back-end.

Comentários